• facebook-square
  • Twitter Square
  • LinkedIn Black Square

2014 ©  Quarter Assessoria Empresarial. Todos os Direitos Reservados. Customização do site efetuado por PMIT Soluções em Tecnologia da Informação Ltda.

DUAS CABEÇAS PENSAM MELHOR QUE UMA

March 21, 2014

Dirceu Masson

 

É óbvio que você já telefonou para um amigo, fornecedor, cliente, irmão, marido ou esposa, ou até para um agregado e ouviu a frase mais irritante que alguém possa dizer do outro lado da linha: aquele ser humano que você procura está em reunião.

 

A se julgar pelo volume de ligações nas quais você recebe esta resposta tão comum, devemos imaginar que o mundo vive em permanente reunião.

Mas qual será o motivo de tantas reuniões? Em grande parte das empresas, reunião significa adiamento da solução de um problema, e às vezes até a transformação de uma questão aparentemente simples em algo insolúvel.

É claro que tudo isto tem a ver com essa invenção maravilhosa da natureza que é o ser humano. Existe uma tendência natural do ser humano de levar para a vida empresarial frases e filosofias que alguém em determinado momento profere num momento de genialidade. E foi a partir de uma dessas frases que se começou a pensar que reuniões podem ser a solução de todas as questões de uma empresa.

 

Ao dizer a frase “duas cabeças pensam melhor que uma”, o autor não deve ter imaginado a dimensão que poderia alcançar sua filosofia.

Entretanto, quando as pessoas resolvem usar o conteúdo destas frases, o fazem isoladamente, sem considerar outros ingredientes que poderiam estar contidos nas entrelinhas.

Analisando friamente, se a frase acima fosse totalmente verdadeira, o Grande Criador do Universo teria economizado tempo e criado o homem já com duas cabeças, ou pelo menos com uma cabeça já instalada e outra opcional.

Mas não foi isso que aconteceu e os grandes especialistas em gestão empresarial do século passado após anos de estudo do comportamento humano, passaram a adotar uma variação perigosíssima desta frase.

 

Vamos raciocinar como eles o fizeram: se duas cabeças pensam melhor que uma, é previsível que várias cabeças pensem melhor que duas, certo?

Mas isso era pouco. Passou-se a criar comitês, grupos de trabalho, comissões especiais, task force, e outros termos mais sofisticados, e foi então que surgiram as reuniões de brainstorm.

Quem já participou de alguma reunião deste tipo, pode testemunhar que se assemelha a um grupo de pessoas que estão relativamente tranquilas em termos de trabalho, que se agrupam para discutir idéias que variam das mais geniais às mais absolutamente grotescas.

Atualmente, um dos maiores desafios das empresas tem sido tornar suas reuniões mais produtivas, eficientes, rápidas e principalmente objetivas, ou seja, há um sentimento geral de que não se pode perder tempo, pois a concorrência, a globalização, a eficácia e a rapidez com que os mercados em geral se movimentam, transformam minutos em preciosidades que devem ser exploradas de forma efetiva pelas empresas.

E isto tem sido observado em uma grande quantidade de empresas que se preocupam em incentivar entre seus líderes e colaboradores a realização de reuniões que tenham alguns componentes indispensáveis para que seus resultados sejam realmente eficientes. Detalhes simples, como: objetivos bem definidos, tempo de duração pré-determinado, objetividade na discussão dos assuntos, distribuição de uma agenda prévia para todos os participantes, assim como de uma ata com todos os assuntos discutidos e suas soluções previstas, com prazos e responsáveis determinados. Estes componentes tem evitado longas reuniões inócuas, que costumavam incentivar os dotes artísticos de alguns participantes, que aproveitavam as discussões mais demoradas para desenhar verdadeiras obras de arte, ou mesmo aqueles que aproveitavam estas mesmas discussões para recuperar parte do sono perdido em noites anteriores.

Imagina-se que o autor da frase que dá título a este artigo, caso estivesse hoje entre nós, e analisando o estrago que proporcionou sua constatação, deveria reavaliar seus conceitos e acrescentar nas entrelinhas de sua frase algo como: “duas cabeças focadas e com objetivos bem definidos, pensam melhor que uma”. E as variações naturais poderiam seguir esta mesma linha, pois tem sido flagrante que as empresas que alcançaram a eficiência são aquelas que adotaram a filosofia de que várias cabeças focadas e com objetivos e visões bem definidos pensam bem melhor que duas.

 

Dirceu Masson

Consultor Empresarial e Diretor da Quarter Assessoria Empresarial Ltda.

Please reload

Destaque

Mudança

February 7, 2014

1/1
Please reload

Posts Recentes

February 12, 2014

February 12, 2014

Please reload

Tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon