O PAPEL ESTRATÉGICO DO RH

Aline Oliveira

Gestão de pessoas é um dos temas mais abordados no ambiente corporativo e acadêmico atual. Nunca se falou tanto captar e reter talentos, tornando cada vez mais competitiva a busca pelos melhores talentos. Em meio à competitividade e busca por excelência na comercialização de produtos e serviços, cada vez mais os empresários brasileiros buscam implantar e implementar em suas organizações a tão desejada área de Recursos Humanos. Na tentativa de organizar a “casa”, acredita que os profissionais dessa área possuem o poder de transformar as diversas realidades com um passe de mágica, o que não é verdade. O fato é que os profissionais da área de Recursos Humanos são sim agentes de mudanças, mas para que as mudanças aconteçam nossos empresários precisam compreender a essência do papel dessa área que, vai muito além de contratar pessoal e que não pode carregar sozinha a missão de reter talentos. A verdade é que o RH por si só nada faz! E enquanto visualizarem que a missão do mesmo é apenas selecionar, as empresas estarão apenas obtendo um custo em manter o setor. O investimento para manter um setor de RH é alto para não o aproveitar como ferramenta nas decisões gerenciais. Acontece que na maioria das vezes se contratam bons profissionais, tais com salários não baixos, cheios de ideias e iniciativas para trabalharem com apenas um subsistema da área, perdem de aproveitar o máximo seus potenciais, que por sua vez ficam impossibilitados de impulsionar o desempenho e aproveitamento dos demais colaboradores. RH vai além de recrutar e selecionar, cargos & salários, treinamento & desenvolvimento, é um órgão orientador, parceiro estratégico da organização, agente impulsionador de mudanças e tem um o grande desafio de transformar gestores de áreas em gestores de pessoas.

Destaque
Posts Recentes
Tags
Siga-nos
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon